Bom dia, Pessoal!

Como sempre vamos dar um “giro” rápido pelo mundo e depois focamos em nosso índice BOVESPA.

– Giro Rápido pelo Mundo

Começamos nosso “giro pelo mundo” trazendo o consolidado das principais bolsas mundiais e os fatos que mais impactaram o mercado financeiro (ações, índices, moedas, metais, commodities).

Conforme eu havia comentado em nossa série abertura do mercado esta semana seria um pouco “especial” para os mercados da região Ásia-pacífico visto que teríamos feriado na China. O fato que chamou mais a atenção naqueles mercados, foi a declaração do Banco Central Australiano sobre a economia de seu país, sinalizando que poderia cortar as taxas de juros caso fosse necessário. Vimos o ASX 200 reagir fortemente, acumulando +3,56% na semana e o dólar australiano se desvalorizar fortemente contra o USD.

Já no “velho continente” diversos indicadores e notícias foram divulgadas, porém gostaria de chamar a atenção de todos sobre o banco central inglês. A decisão do BCI de manter as taxas de juros em 0,75% já era esperada, como alertei na 1 semana antes na série abertura do mercado, o que trouxe uma volatilidade extra ao mercado, e assim sendo diversas oportunidades que compartilhamos em nossas listas de transmissão, foi o voto de todos os membros votarem da mesma maneira, isto é, 0-0-9. Este fato, ajudou ao FTSE 100 se manter no território positivo, na semana, enquanto os outros índices que eu acompanho daquela região fecharam negativo. Lembro que esta decisão também impulsionou a desvalorização da libra esterlina frente ao dólar, pela segunda semana consecutiva!

No “novo continente”, tivemos uma semana “tranquila” até a divulgação de que o acordo entre os EUA e a China não estaria tão próximo como o esperado pelos mercados e a reação foi forte eliminando quase todos os ganhos dos maiores índices dos Estados Unidos da América. Das principais bolsas, a NASDAQ 100 foi a que mais conseguiu fechar no positivo na semana, apenas com +0,45% de valorização. Apesar da taxa de desemprego ter vindo um pouco pior do que o esperado no Canadá vimos que a economia canadense conseguiu criar um maior número de empregos do que o esperado.

Após este breve relato do que aconteceu semana passada, abaixo apresento um breve resumo do que estarei prestando atenção na próxima semana, por região, no mundo.

– Ásia-Pacífico: EXCLUSIVO PROJETO SAT  https://bit.ly/2FAzoSu

– Velho Continente: EXCLUSIVO PROJETO SAT https://bit.ly/2FAzoSu

– Novo Continente: EXCLUSIVO PROJETO SAT https://bit.ly/2FAzoSu

– Pousando em nossa movimentada República

Vimos os impactos das movimentações políticas em nosso IBOV; acompanhamos o IPCA vir acima do esperado (era esperado 0,13% e veio 0,32%); diversos Projetos sendo apresentados pela equipe do governo; piora da situação de saúde do presidente e tantas outras notícias relevantes ao nosso mercado nacional.

Nosso índice IBOVESPA teve uma desvalorização de -2,56% esta semana, fortemente impacto pelas questões políticas e externas.

Após esses “giros rápidos” vamos direto aos gráficos.

– Ilustração e Opinião

Tanto o FTSE 100, um dos principais índices do Reino Unido como o Dow Jones, um dos principais índices norte-americanos, registraram leve alta esta semana, +0,73% e +0,13% respectivamente.

Vamos dar uma olhada técnica em nosso índice.

Como de praxe, a primeira imagem foi utilizada na última análise que foi divulgada, enquanto que a imagem seguinte reflete o que aconteceu nesta semana junto com os cenários.

Durante a semana passada, foi possível identificar que o IBOVESPA sentiu, novamente, a zona de confluência que eu tinha desenhado em 97.500 pontos vindo testar nosso primeiro alvo do CENARIO 02. Observando o movimento de nosso IBOVESPA nesta semana, penso em dois cenários possíveis:

– Cenário 01: Devidos aos fatores técnicos, deletei de nosso gráfico todas as linhas de tendência rápidas de alta, pois segunda a teoria elas já não são mais válidas. Peço que todos percebam que as minhas marcações seguem mostrando diversos pontos interessantes para se observar. No último pregão da semana, acompanhamos o mercado fazer um padrão que poderia sinalizar o retorno dos compradores a nosso índice. Caso este fato realmente se concretize, isto poderia aumentar as probabilidades de vermos um novo teste na região de 97.500 e superiores. (vide gráfico)

– Cenário 02: Semana passada, sinalizei que estávamos em uma zona que os vendedores já tinham se manifestado como interessante anteriormente. No pregão de quarta-feira acompanhamos os vendedores romper com todas as linhas de tendência rápidas de alta e vindo testar o primeiro alvo do cenário 02 da semana passada. Caso os vendedores sigam no comando de nosso índice, este fato poderia aumentar as probabilidades de acompanharmos um novo teste na região de 93.000 pontos e inferiores. (vide gráfico)

– Resumindo: Teremos uma semana bem movimenta no mercado externo, enquanto no mercado interno a agenda está mais “leve”. Ressalto a importância que o cenário político tem exercido sobre nosso mercado financeiro e, sendo assim, recomendo ficar atentos as questões das reformas que estão sendo debatidas.

Os cenários que tenho postado aqui estão se mostrando sólidos e efetivos, visto que nosso Ibovespa tem oscilado dentro deles e caso você tiver interesse de ter acesso a um treinamento 100% gratuito comigo e com a equipe da MTEAMBR basta clicar aqui!

Espero você na próxima semana!

Marco R Simonetto

MTeamBR – TUDO EM UM SÓ LUGAR -> www.projetosat.mteambr.com